Freitag, 22. Juni 2012


Às vezes quero-me esconder...fingir que não existo, parar o tempo...ninguem me vê....ninguem me chateia...só existo eu e mais ninguem...

Kommentare: